31/07/2019
por Prof. Alvaro Costa Jr (M.e)

Série Igepp online Dicas: Três (3) dicas rápidas e essenciais para estudar até mesmo do ZERO e AO MESMO TEMPO para Senado e Câmara”

Com satisfação, iniciaremos uma série de dicas para você que enfrentará batalhas épicas por cargos no Legislativo.

De indicação de leituras a técnicas de estudos, passando por orientações para mudança de mindset e atitudes, a ideia aqui é oferecer em pílulas informações de cunho prático para enriquecer a sua caixa de ferramentas.   

Vamos começar com dicas para otimizar seus estudos na preparação para os cargos mais concorridos e desejados por candidatos não só de Brasília, mas em todo o país : cargos das carreiras do Legislativo Federal.

Concursos para as carreiras do Legislativo Federal (Senado e Câmara) não são simples. Aguardados por candidatos de todo o país, ocorrem com espaço cada vez maior de um para outro.

Sabemos que ambas as casas precisam recompor com urgência centenas de quadros em diversas áreas. No interregno 2014-2019, por mais de uma ocasião, acenderam a chama de milhares de alunos com atos preparatórios para a realização do concurso.

Mas vamos lá. Como, em tempos de crise econômica e consequente escassez de concursos, combinado com uma crescente discussão de digitalização nos governos, manter acesa essa chama ?

Se você estiver com essa angústia, não está sozinho(a).

Separamos três (3) dicas que julgamos essenciais e estratégicas para começar até mesmo do zero a jornada rumo à batalha épica que será a conquista de umas das vagas no Senado e/ou na Câmara:


DICA 1. Atenção ao conteúdo comum


Eis o núcleo-duro inicial para a dobradinha Senado/Câmara: Os tradicionais Direitos (Constitucional e Administrativo), Processo Legislativo Constitucional, Regimentos, Língua Inglesa e, nem precisaria falar, Língua Portuguesa.


1.1 Dica: Na iminência da publicação do edital, esteja no “modo” revisão com bastante exercícios com essas disciplinas.


1.2 Tiros certeiros: (1) Tenha em sua caixa de ferramentas um bom livro de Direito Constitucional para Concursos (priorize-o em comparação com os de doutrinadores) (2) Escolha um bom professor de Processo Legislativo Constitucional e domine essa disciplina antes dos Regimentos, (3) Acompanhe as resoluções de alterações dos regimentos da casa. O Presidente atual do Senado, por exemplo, anunciou mudanças profundas no Regimento do Senado.     


Dica 2 - É a Administração, estúpido ?


Se você for puro-sangue focado(a) tão-somente no tradicional cargo de analista/técnico de processo legislativo, pode pular essa dica.


A paródia com a expressão do marqueteiro de Bill Clinton, James Carville, serviu aqui para apontar que, na dobradinha de planejamento de estudos Senado-Câmara, o mantra é “estude administração”.  


Principalmente se você não for dessa área, essa orientação é essencial:


2.1 Dica: escolha um bom professor e/ou material escrito capaz de compilar o pensamento de vários autores/escolas e de dominar a cobrança dos temas nas provas das principais bancas.


2.2 Tiros certeiros: (1) Mesmo com toda a oferta de recursos tecnológicos à disposição, use cadernos, post-its e resumos para indicar ideias-chave de escolas e de autores, principalmente as mais cobradas nos certames. Exemplo: As 5 forças de Porter. (2) Domine as mudanças do PMBOK (6a. ed, 2017) em comparação com a última edição (5a. ed, 2013), (3) Leia tudo sobre inovações na gestão pública, sendo frequentador(a) assíduo(a) dos sites da ENAP (www.enap.gov.br) e do IPEA (www.ipea.gov.br).      


DICA 3. Práticas que nunca envelhecerão


Trata-se de uma dica simples, mas continua sendo determinante da aprovação !


3.1 Dica: Não economize na resolução de questões e no treinamento para as provas discursivas


3.2 Tiros certeiros: (1) Reúna e tenha pastas em seu armazenador de nuvens preferido com questões divididas por tópicos e bancas; (2) Para uma melhor memorização de conteúdo e ao mesmo tempo treinar a redação, faça resumos preferencialmente à mão; (3) Resolva mais questões e faça mais resumos; nunca será o bastante.


Nossos cursos são já desenhados para o aluno(a) ter à disposição uma espécie de coringa por área. Confira, por exemplo, a proposta e os módulos do Supercurso do Senado Federal (http://igepp.com.br/site/Cursos/senado-federal-100-on-line-analista-processo-legislativo-turma-2).


 







O que achou desta notícia?


Palavra do Aluno

"Percebi que o IGEPP não mede esforços para oferecer um bom ensino. O corpo docente é muito bom! Tive aula com os melhores professores de cada tema, muitos vieram de outros estados. As matérias são bem divididas e temos apoio on-line. Além disso, a parte administrativa do IGEPP é muito boa. Quando o tempo é curto, uma boa organização no curso é fundamental."

Utilizou a Pós para melhor colocação profissional na empresa que trabalha.

Bruno Varjão

"Eu não era servidor público antes de estudar no IGEPP. Depois de dois anos de estudos, tomei posse na Agência Espacial Brasileira, estou aguardando ser chamado para o MPOG e para  Auditor de Controle Interno do Distrito Federal.

Aprovado para a Agência Espacial Brasileira, MPOG e Auditor de Controle Interno do DF.

Rafael Duarte de Paula Silva

"Eu já era servidora pública e com o conteúdo ministrado na Pós em Gestão Pública do IGEPP, consegui outra aprovação: no primeiro concurso para Gestor de São Paulo. Na minha opinião, essa é a melhor instituição do mercado que prepara as carreiras de Gestão."

Aprovada para APPGG/ SP - 2015 (Analista de Políticas Públicas e Gestão Governamental de São Paulo).

Ellen Carolina Bandeira

"Cursar a Pós em Gestão Pública no IGEPP foi uma oportunidade de conhecer melhor a Administração Pública Federal. Com o amplo conhecimento e embasamento teórico conquistados, pude aplicá-los na rotina do órgão público onde trabalho."

Cursou a Pós em Gestão Pública para aplicar os conhecimentos no órgão público que trabalha: Ministério da Justiça. Aguarda sair o edital de Gestor Público Federal. 

José Albuquerque Nogueira

"Estudei no IGEPP, fui aprovada para Analista de Políticas Sociais e fiquei encantada com o nível dos professores e a proximidade da Secretaria Acadêmica com os alunos. Resolvi cursar a Pós em Gestão Pública, que me ajudou tanto em passar em outros concursos públicos, como também na seleção interna do órgão que eu trabalhava. Logo após o fim das aulas, saiu o edital para Analista de Gestão Pública do MPU, consegui aprovação e é o cargo que ocupo hoje."

Aprovada para Analista de Gestão Pública do MPU/ 2013 e para Gestor Público Federal (Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do MPOG)/ 2013.

Cecília Lamounier

A preparação oferecida pelo IGEPP é de fato diferenciada, sendo de grande relevância para candidatos que estão em estágio mais avançado nos estudos e na experiência em concursos, o que se percebe inclusive pelo nível dos alunos que a escola atrai.

Airton Luciano Aragão Júnior

A INSTITUIÇÃO    |    CURSOS    |    PROFESSORES    |    EVENTOS    |    NOTÍCIAS    |    CONTATO
IGEPP 2019 © | Política de Privacidade